Saiba como o coaching de saúde para empresa pode ajudar sua equipe

postado por: Daniel Burd on 26/abr/2018 5:30:00

In coaching de saúde para empresa

O bem-estar é uma preocupação da natureza do ser humano. Afinal, é um fator que influencia em muitos aspectos da vida, inclusive no trabalho. Por isso, cada vez mais as chefias das empresas também vêm prestando atenção nisso. Nesse contexto, surge a figura do coaching de saúde para empresa.

Novos hábitos

O profissional dessa área auxilia a reprogramar hábitos do dia a dia, pois são também as pequenas ações que impactam — positiva ou negativamente — na saúde e qualidade de vida.

O objetivo do coach de saúde é, entre outras coisas, identificar as maiores dificuldades do cliente e traçar estratégias para lidar com esses problemas — assim como os outros profissionais desse tipo, mas com o foco no bem-estar.

Identificado o problema, são estabelecidas metas, propondo novos hábitos, como o ensino da respiração correta, a melhora na postura, a alimentação adequada, a meditação, entre outras.

Menos doenças

A ideia é que, ao tomar essas ações, ocorram uma série de outros benefícios ao corpo. Entre eles, a redução do estresse, o que não é pouca coisa, já que os dados sobre essa doença no trabalho são alarmantes.

Sabe-se hoje que nove em cada dez brasileiros têm sintomas de ansiedade no mercado de trabalho. A informação é da International Stress Management Association, organização sem fins lucrativos dedicada ao tema. 

Além da influência positiva sobre a saúde mental, o coaching de saúde pode contribuir para o aspecto físico dos colaboradores. Práticas como optar pelas escadas em vez do elevador, almoçar em locais mais saudáveis, dedicar algumas horas do seu dia para a meditação etc, ajudam nesse sentido.

Aliás, a prática da meditação merece um parêntese. Entre outras coisas, estudos mostram que a meditação melhora o sistema imunológico, contribui para o aumento da concentração e, muito além do fato de ser saudável, melhora o clima da organização.    

Técnica de mindfulness  

Essa técnica, que é denominada mindfulness, já vem sendo implantada em grandes empresas, como a Apple, a Google e o Facebook, por exemplo.

A prática que o coaching de saúde trabalhará consiste em promover a conexão total entre corpo e mente por meio de exercícios. A ideia é que, com isso, quem aderir à prática atinja um autoconhecimento maior e seja capaz de ter uma noção melhor de suas emoções e seus relacionamentos.

Mas o que isso tem a ver com a saúde e com a empresa? Tudo. Quando o colaborador está relaxado e ciente de seu estado emocional, ele tende a ter uma maior capacidade de discernimento na hora de tomar decisões dentro da organização que ele trabalha.

A prática costuma ser sugerida também porque não demanda nenhum custo extra ou equipamentos. Basta um ambiente calmo e com pouco barulho.

Os novos hábitos propostos por um coaching de saúde para empresa também podem contribuir diretamente para o aumento da concentração, com outras práticas que não apenas a meditação.

De acordo com o autor do livro “Faça seu cérebro trabalhar para você”, Renato Alves, em entrevista à Exame, há uma série de atitudes que tomamos por naturais no dia a dia e que também nos prejudicam. Entre elas, pensar negativamente, não se motivar, ser desorganizado e tentar realizar muitas atividades ao mesmo tempo.

Portanto, com a ajuda do coach de saúde, é possível estar mais atento a esses hábitos, mudá-los e melhorar a saúde no geral, o que contribui para o desempenho dos funcionários no âmbito profissional.

Que tal começar a agora a mudar para melhor? Entre em contato conosco para podermos explicar mais sobre o trabalho de coaching de saúde para empresa, além de tirar outras dúvidas. Ou aproveite para experimentar na prática o MIND em uma de nossas Turmas Abertas ao Público.

Conheça pessoalmente o treinamento para uma vida sem stress:

Garanta sua vaga para o #MIND #MaisFoco #NoStress!

Receba, por email, nossas dicas para mais qualidade de vida com a redução do  stressVocê gostaria de conhecer os diferenciais deste treinamento?

Clientes