Alerta máximo: 7 sintomas do stress que merecem sua atenção já!

O stress é uma condição preocupante porque pode levar a outras doenças, como transtorno de ansiedade, enxaqueca, gastrite, entre outras. Você já parou para pensar em todas essas complicações? A melhor maneira de prevenir esses problemas é mantendo-se atento aos sintomas do stress.

Tudo indica que poucas pessoas prestam atenção aos primeiros sinais dessa doença. De acordo com uma pesquisa do International Stress Management Association (Isma - Brasil), 70% dos brasileiros sofrem com stress.

No mundo todo, esse número, alarmantemente, para a OMS (Organização Mundial da Saúde), é ainda maior: chega a 90% das pessoas, sendo o local de trabalho um dos lugares mais comuns em que esse problema é desenvolvido.

Razões para o stress

Entre os principais motivos que causam ou levam o stress a ser desenvolvido, estão medicamentos, cafeína, prazos curtos para a realização de tarefas, privação de sono e repouso, problemas financeiros, problemas sociais, entre outras coisas.

Para as empresas, um colaborador com esses problemas tende a ter seu desempenho afetado. Entre outras coisas, ele pode causar queda da produtividade, erros desnecessários, atrasos na entrega de projetos, acidentes de trabalho, aumento dos custos com saúde, entre outras coisas.

Por isso, funcionários com problemas de stress podem representar, até mesmo, uma perda de receita significativa para a empresa.

A melhor maneira de prevenir isso? Mantendo a atenção direcionada aos sintomas. Confira!

1. Cansaço constante

A sensação de fadiga constante, mesmo depois de um fim de semana relaxante, é um sinal claro de que o corpo não descansou por completo. A pessoa estressada está sempre em sinal de alerta e, por isso, os momentos de lazer acabam não sendo 100% proveitosos.

Para o neurologista Renato Anghinah, coordenador do Núcleo de Neurologia do Hospital Samaritano de São Paulo, o cansaço constante também pode ser sintoma de doenças, como distúrbios de sono, depressão, hipotireoidismo, anemia, carência de determinadas vitaminas, doenças cardiovasculares e pulmonares e infecções.

"Por isso, é importante procurar auxílio médico para encontrar as causas do problema e seguir com um tratamento adequado", disse em entrevista ao UOL.

2. Irritabilidade

A sensação de que se está irritado o tempo todo também pode ser um dos sintomas do stress. Situações que antes não incomodavam e, agora, estão trazendo aborrecimentos facilmente, falta de paciência com coisas simples e mau humor quase constante são alguns sinais de esgotamento.

É claro que, no dia a dia, é comum se sentir irritado com as mais diversas situações. Diante disso, vale observar se a irritabilidade é constante ou se ser mais “esquentado” não é uma simples característica da pessoa.

3. Ganho de peso

Devido ao stress, muita gente desconta na comida as frustrações, ainda que inconscientemente. Além disso, essa condição diminui a prática de atividades físicas e, segundo a ciência, aumenta os níveis de cortisol. Com mais desse hormônio no sangue, o corpo poupa mais energia, o que se traduz em acúmulo de gordura e ganho de peso.

O próprio sobrepeso, independentemente de sua origem, pode causar outros problemas. Um estudo publicado na revista científica "New England Journal of Medicine", em 2017, sugere que mais de 2 bilhões de crianças e adultos sofrem problemas de saúde ligados ao sobrepeso, como diabetes tipo 2, doenças coronárias e câncer.

4. Sentimentos de solidão e abandono

O stress, quando em excesso, pode trazer uma resposta impulsiva a qualquer estímulo do ambiente. Ou seja, quem está estressado tende a reagir de modo agressivo ou, até mesmo, descontrolado em situações corriqueiras.

Ao perceber que está reagindo dessa maneira, a própria pessoa estressada pode começar a tomar atitudes que afastem as pessoas  afinal, ela não quer incomodar os outros e deixar de ficar estressada não é uma opção. Vira, então, uma bola de neve. A partir disso, a pessoa começa a se sentir sozinha, ao mesmo tempo em que não quer ter outros contatos.

5. Dores musculares

Como imprime tensão no organismo, o stress também leva a dores musculares. Os ombros erguidos são indicativos dessa condição e, frequentemente, surgem dores na coluna, no pescoço ou mesmo enxaquecas.

Pelo fato de o corpo estar sempre em estado de alerta, os músculos não relaxam, o que pode causar torções ou a própria fadiga.

É claro que é preciso cuidado para não criar um alarde desnecessário. Afinal, de acordo com o fisioterapeuta do Centro de Traumatologia do Esporte da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo), Maurício Garcia, as dores musculares são as mais prevalentes entre aquelas que incomodam uma pessoa ao longo da vida.

De acordo com ele, essas dores podem ser agudas ou crônicas. No primeiro caso, aparecem após um esforço físico muito grande e se manifestam durante um período específico de tempo; no segundo, são persistentes, destacou ementrevista ao UOL.

6. Sintomas físicos

Outros sintomas físicos incluem a falta de libido, a falta de energia para praticar esportes, trabalhar e estudar e realizar atividades cotidianas. Quem sofre de stress também pode apresentar problemas, como tonturas, náuseas, taquicardia e dor no peito. Em alguns casos, surgem comportamentos que antes não apareciam, como beber demais ou roer as unhas.

7. Falta de concentração

Hoje em dia, de certa forma, todo mundo diz ter problemas de concentração por causa da tecnologia e das diversas funções que as pessoas, cada vez mais, têm de desempenhar no trabalho.

No entanto, de acordo com o psiquiatra da Santa Casa do Rio de Janeiro, Fábio Barbirato, é impossível ver e fazer tudo perfeitamente. “A pessoa acaba cometendo erros grosseiros", disse à Folha de S. Paulo.

Então, como saber se a falta de concentração é sobrecarga, stress ou as duas coisas? Não existe uma resposta concreta a não ser ficar atento para observar se a falta de concentração é acompanhada de outros sintomas.

O stress está presente na vida de muitas pessoas que têm o dia a dia agitado e uma rotina corrida. É muito importante incentivar a consciência corporal, a avaliação de sinais e a leitura do próprio corpo. Ao detectar sintomas de stress, é preciso procurar ajuda, que pode ir desde a terapia até a prática de um hobby ou de meditação.

Procurando atividades que amenizam o stress, é bem mais fácil viver de uma forma mais leve, realizando uma atividade de cada vez. Gostou de saber mais sobre os sintomas do stress? Quer ter acesso a mais conteúdos como este? Siga nossas postagens do blog por meio da nossa newsletter e fique por dentro de todas as nossas novidades! Vamos lá!

In Redução do Stress, Sinal de alerta, Sintomas do Stress, Merecem sua atenção

Descubra como o stress pode afetar sua produtividade

Em um ambiente de trabalho, a busca por mais produtividade gera stress. O stress, por sua vez, gera menos produtividade. Essa questão, aparentemente, é complexa de se resolver, mas um fator pode fazer toda a diferença e resolver o dilema produtividade versus stress. Um dos caminhos apontados é a inclusão da meditação nas empresas. Continue com a gente nesse post e descubra como o stress pode afetar sua produtividade e quais pequenas mudanças podem trazer resultados positivos para o ambiente de trabalho. 

In Menos Estresse, combater o stress, Sintomas do Stress