Como meditar? 9 dicas práticas para começar a praticar a meditação

postado por: Daniel Burd on 4/abr/2019 5:00:00

In como meditar

Não é novidade para ninguém que a meditação é uma prática bastante benéfica para todos — desde adultos até crianças. Porém, um dos principais desafios está em saber como meditar e, principalmente, como evitar a procrastinação.

Assim como outras atividades de bem-estar físico e mental, se a meditação não for praticada com regularidade e concentração, jamais levará a qualquer resultado. No entanto, com alguns ajustes no cotidiano e certa perseverança, você verá como meditar pode tornar sua vida muito melhor.

Se você é uma dessas pessoas que têm o desejo de começar a meditar, mas nunca conseguem se organizar para isso, saiba que há algumas ações capazes de mudar essa situação. Confira, a seguir, 9 dicas que separamos especialmente para você!

1. Defina um horário adequado

É essencial ter um horário definido em sua rotina para meditar, pois, só dessa maneira, você terá compromisso com essa atividade. Isso ajuda, também, a ter uma rotina de meditação, auxiliando em uma atividade constante. Além disso, com o tempo, mantendo o hábito, o seu corpo pode se acostumar a ter aquele momento só para si e para a meditação.

O ideal é que esse horário seja no começo da manhã ou no final do dia, quando seu corpo está se preparando para começar as obrigações ou para descansar e dormir. Acontece que, caso escolha meditar no meio do dia, você terá mais dificuldade em se concentrar em razão das obrigações e da correria. No entanto, caso seja o único momento que você tem na rotina, será melhor do que nada.

2. Conheça os reais benefícios da prática constante da meditação

Quanto mais você conhecer as reais vantagens da meditação em longo prazo, mais fácil será para começar a praticá-la. Isso acontece porque o contato com o conceito instiga o interesse em adquirir, o mais rápido possível, todos os benefícios, fazendo com que se empenhe em praticar o mais logo também possível.

A meditação é uma atividade incrível que, além dos ganhos pessoais, também apresenta vantagens para a saúde dos funcionários de uma empresa. Então, aqui vão alguns dos principais benefícios da meditação:

  • manejo do estresse;
  • desenvolvimento da autoconsciência;
  • controle das emoções;
  • redução de dores;
  • promoção de maior atenção e foco;
  • diminuição da ansiedade;
  • fortalecimento do sistema imunológico.

3. Escolha um ambiente tranquilo

Escolher um ambiente adequado para meditação é primordial para que você seja capaz de se concentrar. Imagine que você está prestes a começar sua sessão diária de meditação e sofre interrupções de colegas, filhos, ligações etc. No final das contas, é possível que você vá fazer outra coisa e esqueça-se da prática.

Sendo assim, o ambiente deve ser tranquilo e relaxante, longe de distrações e interrupções. Ademais, deve ser cômodo para sua prática e deve ter um lugar confortável para se sentar (pode ser uma poltrona, uma almofada ou um colchonete) e uma luz amena, entre outros requisitos para auxiliar no seu foco.

4. Use roupas confortáveis

Preferencialmente, use roupas largas e confortáveis para que seu corpo tenha mobilidade. Busque tecidos leves e maleáveis. Podem ser, até mesmo, uma camiseta e calça velhas  o importante é que a vestimenta não comece a incomodar e tirar a atenção da prática.

Além disso, tire relógios, pulseiras ou brincos grandes, especialmente que façam barulho. Lembre-se de que o momento da meditação é de busca pela paz interior, portanto, qualquer interferência do meio externo impede sua plena realização.

5. Escolha uma postura adequada

Muitas vezes, a palavra “relaxamento” é confundida com “abandono corporal”. Se isso acontece, sua postura fica inadequada e, facilmente, começam a surgir dores e incômodos físicos que podem desestimular a prática meditativa.

Então, para que você saiba como meditar de maneira efetiva, o primeiro passo está em encontrar uma postura que deixe seu corpo alinhado, a fim de evitar tensões musculares e carga de peso excessiva em determinadas regiões (como na coluna lombar ou cervical).

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, o empenho muscular existe durante a meditação, porém, com uma postura adequada, os impactos de permanecer determinado tempo na mesma posição diminuem sensivelmente.

6. Controle seus movimentos

Quando temos de ficar sem nos mexer, naturalmente, o corpo manifesta sua vontade de se movimentar por meio de diferentes estímulos ― dores, coceiras, fisgadas etc. Como não estamos acostumados a desacelerar, até que o cérebro compreenda que aquele momento é de tranquilidade e que se acalmar é permitido, pode levar um tempo.

Então, tenha a consciência de que quanto mais você quiser ficar em posição estática, mais seu corpo vai querer o contrário. Sendo assim, estando numa postura adequada, controle o ímpeto de fazer qualquer movimento, a menos que haja um incômodo excessivo (sim! você pode mudar de posição, mas faça isso somente se necessário).

Uma forma de manter as rédeas dessa vontade física contrária ao seu desejo é direcionando o foco ao objetivo da meditação.

7. Tenha foco na respiração

A respiração é uma das principais etapas para saber como meditar. Assim como a postura corporal e os movimentos, ela também deve ser controlada.

Talvez você não saiba, mas a respiração ativa uma cadeia de músculos, que vão desde a região pélvica até a cabeça, então, ela é capaz de harmonizar todo o nosso corpo, acalmar os batimentos cardíacos e estabilizar a pressão sanguínea.

Por isso, na meditação, é imprescindível manter uma respiração lenta, profunda, pausada e regular. Você verá como será muito mais fácil desacelerar.

Se necessário, no início, conte sua respiração (por exemplo, de 1 a 7 na inspiração; pausa de 3 tempos; e 7 a 1 na expiração, com pausa de 3 tempos). Quando isso se tornar orgânico, basta deixar a respiração fluir naturalmente ― não tenha pressa e respeite seu ritmo.

8. Não lute contra seus pensamentos

Como meditar é uma prática em que você foca sua mente em um objeto, pensamento ou atividade em particular, a fim de se desligar do mundo externo, a maior luta é justamente evitar que outros pensamentos atropelem seu objetivo e acabem por trazer irritação.

Acalme-se, o cérebro não para de trabalhar e, em razão de nosso cotidiano, está sempre acelerado. Veja que os transtornos depressivos já são considerados a principal causa de incapacidade no mundo, segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde) ― em comum, todos têm o excesso de pensamentos.

Sendo assim, busque o foco naquilo que deseja e empenhe-se em se manter concentrado. Porém, saiba que outros pensamentos podem chegar. Não brigue com eles. Assim como eles aparecem, vão embora. Dê esse tempo a você e ao seu cérebro, mas sempre persevere em voltar ao foco.

9. Tenha continuidade

Assim como qualquer outra atividade profissional, de lazer ou doméstica, você só ganhará maior habilidade se mantiver a regularidade. Vamos fazer algumas comparações: um exímio pianista só se torna um grande músico por meio do estudo contínuo, regular e com elevado grau de repetição; um tenista só se torna habilidoso ao treinar excessivamente; um chef só desenvolve os melhores pratos após fazer muitos testes etc.

O mesmo vale para a prática da meditação. Quanto maior for a regularidade, mais facilmente seu corpo e sua mente vão se acostumar com aquele momento, e todo esse turbilhão de emoções será mais facilmente controlado. Por isso, para algumas pessoas, a meditação não é uma prática isolada para um momento do dia e torna-se, sim, um estilo de vida.

Agora que você já sabe como meditar em seu dia a dia, o que está esperando para começar? Usufrua já dos diferentes tipos de meditação para ter menos estresse e ansiedade, e, consequentemente, maior qualidade de vida.

Já pensou em praticar uma aula de meditação? Então, continue conosco e leia nosso outro artigo para entender o que são e como funcionam esses encontros! Ou participe de um de nossos treinamentos abertos ao público. Saiba mais clicando aqui.

Conheça pessoalmente o treinamento para uma vida sem stress:

Garanta sua vaga para o #MIND #MaisFoco #NoStress!

Receba, por email, nossas dicas para mais qualidade de vida com a redução do  stressVocê gostaria de conhecer os diferenciais deste treinamento?

Clientes