7 exercícios de meditação para você praticar

postado por: Daniel Burd on 23/mai/2019 5:00:00

In exercícios de meditação

A meditação é uma prática bastante benéfica e muito fácil de incorporar na nossa rotina. Ela pode nos auxiliar a colocar os pensamentos em ordem e ter maior tranquilidade no dia a dia, por exemplo. Mas uma dúvida pode surgir em quem ainda não tem familiaridade com a prática: como praticar meditação?

Além disso, o que muitas pessoas não sabem é que é possível aumentar a produtividade apenas incorporando a técnica no ambiente de trabalho. Assim, uma equipe inteira consegue melhorar seu desenvolvimento coletivo e cada colaborador pode cuidar da saúde mental.

Que tal, então, aprender como praticar meditação? Preparamos uma lista com informações e alguns exercícios simples para quem está interessado em experimentar. Acompanhe!

Benefícios da meditação

A meditação traz inúmeros benefícios para o seu corpo e a sua mente. Em relação às nossas emoções, por exemplo, é possível notar que a prática constante do ato de meditar diminui o estresse, a ansiedade, a depressão, a falta de foco e sentimentos de medo e solidão. Também aumenta o otimismo, a felicidade, bem como as nossas capacidades de observação, concentração e relaxamento.

Fisicamente, dá para perceber efeitos como a melhora na respiração, a redução da pressão sanguínea, a suavização de dores, o aprimoramento da vitalidade e um aumento considerável na capacidade de aprendizagem. Ou seja, vale a pena praticar!

Como praticar meditação?

Gostou de conhecer todas as vantagens e quer saber quais são as principais técnicas de meditação a fim de começar a praticar? Confira abaixo algumas formas de incorporar a meditação em seu dia a dia!

1. Meditar de olhos abertos

A meditação de olhos abertos busca aumentar a nossa percepção do ambiente que nos cerca, bem como nos conectar a ele. Ela exige bastante prática, uma vez que os diversos estímulos do ambiente desafiam a concentração — principalmente os visuais.

Para começar, tome alguns segundos a fim de perceber o espaço ao seu redor, aceitar e reconhecer cada objeto, movimento e sensação. O próximo passo é se perguntar como você se sente e como seus instintos reagem a esse ambiente. Aceite seus pensamentos e aproveite o momento para se conhecer melhor e se conectar com o local.

Uma dica interessante para esse tipo de prática é focar o olhar em algum ponto específico, de preferência sem muita informação visual. Dessa forma, mesmo de olhos abertos, você consegue manter a estabilidade dos pensamentos com a ajuda de um apoio do ambiente, seja ele uma imagem, uma mandala, uma parede clara, uma janela, uma vela acesa etc.

2. Meditar antes do trabalho

Para trabalhar com mais atenção, foco e tranquilidade, meditar antes do trabalho pode ser uma boa solução. De preferência, pratique em casa, em um local livre de distrações. Sente-se em uma posição confortável, feche os olhos e deixe os pensamentos fluírem. Se estiver ansioso e preocupado em relação ao horário (afinal, você não vai querer se atrasar), coloque um alarme no celular, marcando o tempo que você tem disponível. Assim, você medita com mais tranquilidade.

Provavelmente, seu cérebro será inundado com sentimentos de preocupação, ansiedade, prazos, estresse, obrigações, problemas e outras fontes de tensão. Reconheça e deixe passar cada um desses pensamentos. O objetivo é aprender a lidar com eles com mais serenidade e paz, não apenas durante a meditação, mas aplicando essa estratégia também ao longo do dia.

3. Meditar com a técnica do escaneamento corporal

Essa é uma das principais técnicas de meditação. Ela pode ser feita em qualquer posição (sentado, em pé ou deitado), desde que seja em um ambiente tranquilo e silencioso.

O objetivo do escaneamento corporal é aumentar a percepção sobre cada parte do corpo, por meio de pensamentos direcionados. Portanto, busque focar sua consciência sobre os membros, órgãos, pele, sensações, circulação sanguínea e até mesmo o seu subconsciente — uma parte de cada vez.

4. Meditar com foco na respiração

Na meditação, existem diversas técnicas de respiração, que apresentam diferentes objetivos: respirações espaçadas, expiração prolongada, por diferentes narinas, com menores intervalos, entre outras. Independentemente da forma, o propósito é sempre focar a sua consciência sobre esse ato aparentemente automático.

Algo que fazemos no dia a dia sem perceber, a respiração é, na verdade, uma importante ferramenta de concentração e foco. Não é à toa que a maioria das técnicas traz nossa atenção para este ato vital que alimenta o corpo com oxigênio.

5. Meditar contando de trás para frente

Meditar é treinar a mente para ser capaz de aprimorar sua capacidade de foco. Por isso, praticar meditação também pode incluir técnicas que exercitem o cérebro, como é o caso de contar de trás pra frente. Além disso, existem outros exercícios que utilizam sons e palavras, de forma que você coloque, de fato, a mente para funcionar, estimulando a concentração e o raciocínio.

Ao agir dessa forma, nosso cérebro se vê pronto para repetir os mesmos mecanismos em desafios diários, situações cotidianas que exigem jogo de cintura, observação limpa e análise focada para a resolução de problemas.

6. Meditar em movimento

Algumas práticas de meditação são realmente diferentes daquelas concepções tradicionais que conhecemos por aí. Também é possível meditar em movimento, enquanto se caminha, por exemplo. Você deve somente sincronizar a respiração com os passos e canalizar seus pensamentos enquanto anda. Prefira lugares calmos e áreas verdes para realizar esse tipo de exercício: além de exercitar o cérebro, você também pratica uma atividade física!

7. Mindfulness

Esse tipo de meditação é bastante dinâmico e ideal para quem quer começar a praticar sem ter de mexer nos seus horários e compromissos. A técnica mindfulness consiste em meditar enquanto se faz todas as atividades do seu dia: você simplesmente vai aprender a parar de fazer todas as coisas no modo automático.

Mindful, em inglês, significa consciente. Logo, esse tipo de meditação aborda todas as suas ações enquanto você estiver presente nelas: o que você fala, ouve, sente, toca… Um exemplo simples é sentir o cheiro da comida no almoço ou tentar não fazer várias coisas ao mesmo tempo, a fim de ter a percepção completa de cada atividade — viver intensamente cada momento, ter atenção plena.

Vale ressaltar que hoje existem empresas especializadas em desenvolver a meditação no ambiente de trabalho. Dessa forma, a organização atua com melhores líderes e a equipe trabalha com menos estresse e menos faltas por motivos de saúde.

Hoje a meditação já se tornou parte do dia a dia de muitas pessoas, principalmente daquelas que lidam com uma rotina de trabalho intensa. Quando aprendemos como praticar meditação, ampliamos nossas capacidades mentais para agir de forma mais acertada, tomar melhores decisões, ter mais ideias criativas e expandir a nossa produtividade.

E você? Já pratica algum desses exercícios de meditação? Que tal experimentar incorporá-los em sua equipe de trabalho? Entre em contato conosco e saiba como!

Conheça pessoalmente o treinamento para uma vida sem stress:

Garanta sua vaga para o #MIND #MaisFoco #NoStress!

Receba, por email,  nossas dicas para mais qualidade de vida com a redução do stressVocê gostaria de conhecer os diferenciais deste treinamento?

Clientes