Não sabe o que influencia a nossa inteligência? Entenda como o cérebro aprende!

cérebro é o centro do sistema nervoso no ser humano e em todos os animais vertebrados. Na verdade, é um dos maiores “processadores” do mundo. Ele processa informações, analisa todas com base na experiência de vida e apresenta tudo para nós em poucos segundos.

In como o cérebro aprende

Aula de meditação: entenda o que é e como ela funciona na prática

Você sabia que proporcionar uma aula de meditação nas empresas pode ser uma experiência muito enriquecedora para os colaboradores? Isso se justifica pelo fato de a prática proporcionar o aprimoramento da capacidade de foco e paciência, o que é benéfico para o cumprimento de metas e para melhorar a relação interpessoal, por exemplo.
In aula de meditação

Você está sabotando sua presença de liderança? Saiba o que fazer

Ter uma presença de liderança, expressão comumente utilizada no universo corporativo,  significa reunir um conjunto de características que ajudam o líder a comandar e engajar os liderados. Algumas delas são comprometimento, agilidade e equilíbrio emocional para entregar resultados satisfatórios.

O líder precisa conciliar as necessidades da empresa, colaboradores, clientes e parceiros, além de suas próprias. A falta de preparo para essas responsabilidades acarreta consequências que sabotam sua liderança, como estresse, queda na produtividade, conflitos que ficam sem resolução, falta de credibilidade interna e engajamento junto à sua equipe.

Essas falhas prejudicam o seu lado profissional e trazem, inclusive, malefícios para a sua saúde mental e física. Quer saber como corrigi-las? Confira, abaixo, o que fazer para não sabotar a sua presença de liderança!

Faça uma pausa com propósito

Escolha um período do dia para fazer uma pausa com propósito, com um objetivo específico, de preferência em momentos de estresse e ansiedade. Assim, você pode utilizá-lo para repor as suas energias ou colocar os seus pensamentos em ordem para posteriormente voltar ao trabalho com mais afinco.

Antes de uma reunião, reserve de 20 a 30 minutos antes do evento para se preparar. Respire fundo, contando 10 respirações, e visualize um ser muito consciente, pacífico e habilidoso. Busque refugiar-se nessa pessoa para se manter tranquilo mesmo que o tema da reunião seja conflituoso.

Use o estresse como um sinal

Ficar horas tentando resolver uma situação é estressante, o que faz com que você não consiga se concentrar e usar todo o seu potencial para solucionar o impasse. Por isso, é recomendável prestar atenção nos seus níveis de estresse no decorrer do dia e os utilizar como referência para fazer as suas pausas.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), 90% da população mundial sofre de estresse em algum momento da vida, tendo complicações físicas e comportamentais por causa disso.

Insistir em continuar trabalhando sem obter sucesso e estressado pode gerar mais estresse não só em você, mas também na sua equipe, e facilitar brigas e desentendimentos, levando o seu foco para outras coisas que não a resolução do problema inicial.

Note os padrões de pensamento durante as pausas

Preste atenção nos seus padrões de pensamento durante as pausas — isso lhe ajuda a entender melhor o seu comportamento e agir para neutralizar as falhas que estão sabotando a sua presença de liderança.

Caso tenha pensamentos relacionados à raiva ou irritação, não diga ou faça qualquer coisa na hora. Observe a sua respiração até se acalmar, tentando relaxar e restaurar-se antes de tomar uma atitude. Dessa forma, você evita tomar decisões erradas e que prejudicam sua performance profissional.

Familiarize-se com pensamentos reativos habituais

Aprimorar o autoconhecimento é imprescindível para lidar bem com as suas emoções. Para isso, familiarize-se com os pensamentos reativos habituais, que são os primeiros a surgirem na sua cabeça em qualquer situação, e deixe de agir sem fazer uma reflexão do que está acontecendo.

Por meio disso, você pode ter mais autocontrole sobre as suas projeções mentais e emocionais, aprendendo a gerenciar melhor os problemas pessoais e profissionais com maior harmonia, inteligência e precisão.

Utilize o mindfulness e a prática da atenção plena

Mindfulness é definido como um estado mental de controle sobre a capacidade de se concentrar nas atividades e sensações do presente. Essa prática usa técnicas de meditação para treinar o seu cérebro a alcançar melhores resultados nas tarefas realizadas, além de modificar a forma como você administra e reage diante de situações estressantes.

Em entrevista dada à revista Psychology Today, Jon Kabat-Zinn, PhD e Diretor da Clínica de Redução de Estresse, na Universidade de Massachusetts, Estados Unidos, explica que meditar faz com que o praticante acabe com o estresse sem esquecer-se da sua ''dor'', ou seja, mantendo o foco na resolução dos problemas e objetivos.

Para aplicar o mindfuldness de maneira eficiente e manter a sua presença de liderança, é essencial contar com ajuda especializada, com profissionais capacitados para direcionar a sua concentração.

Quer saber como o mindfulness pode ajudar a ser um líder bem-sucedido? Entre em contato com a Call Daniel e descubra o que fazemos por você!

In presença de liderança

Mindfulness: veja como esse método auxilia na redução da ansiedade!

O mindfulness, resumido como a capacidade de focar no momento presente, tem chamado a atenção de diversos pesquisadores. O motivo disso é a qualidade dos resultados obtidos por quem realiza essa prática diariamente.

Segundo a pesquisa do Professor John Durocher, da Michigan Technological University, uma hora por dia traz benefícios incríveis e pode revolucionar a vida dos praticantes. O principal deles é a redução da ansiedade, um mal compartilhado pela grande maioria das pessoas, ainda mais com um dia a dia cada vez mais turbulento.

Mas como o mindfulness ajuda nisso? É o que você vai descobrir com este artigo. Boa leitura!

Promove a mudança de atitude

A mudança de atitude é uma das principais vantagens do mindfulness, e não falamos de uma simples alteração no comportamento, mas sim de uma mudança radical. Quando prestamos mais atenção em tudo ao nosso redor, fica mais fácil perceber os nossos erros e acertos.

Diante disso, uma nova postura é consequência e acontece de forma quase automática para quem pratica o mindfulness com regularidade. Melhorar a sua posição diante dos fatos traz mais forças para encará-los e, a partir disso, encontrar soluções.

Melhora a qualidade de vida

Se ampliarmos os benefícios do tópico anterior, vemos que melhorar a atitude acarreta em algo muito mais significativo: uma mudança de vida. Quem não gostaria de controlar a ansiedade e o estresse e, assim, ter menos preocupações no dia a dia? Nesse ponto o mindfulness ajuda muito. Por mais simples que a prática seja, os resultados poderosos justificam o porquê de tanta atenção para essa técnica.

Um grande erro cometido por quem tem o primeiro contato com o mindfulness é considerar perda de tempo a dedicação de um momento diário para praticá-lo. Pelo contrário, a sequência da prática mostrará um ganho de tempo na verdade.

Com a redução do estresse e da ansiedade, a produtividade aumenta e permite fazer mais em menos tempo. Portanto, investir um momento diário para a prática do mindfulness é benéfico em todos os sentidos e vale a pena ser feito para quem deseja uma performance melhor.

Ajuda a ser mais consciente

Quantas coisas passam e não percebemos? É comum essa sensação de achar que o tempo passa rápido. Parte dela pode ser explicada pelo fato de estarmos inconscientes durante a maior parte do tempo. Ou seja, não conseguirmos observar ativamente as experiências vividas. 

Com o mindfulness, isso muda. Afinal, ele ajuda o praticante a se tornar um observador mais ativo. Os resultados melhoram com a prática e, por isso, é tão importante valorizar a sequência para o mindfulness ser, acima de uma atividade, um estilo de vida.

Afasta a pressão alta

A pressão alta, em muitos casos, surge como consequência do estresse. Como o mindfulness reduz esse sentimento e também a ansiedade, acaba naturalmente por afastar a pressão alta.

Além disso, a prática também auxilia para afastar e minimizar outras doenças, como câncer, derrame, depressão, insônia e cardiovasculares. Isso porque todas elas podem surgir com a falta de gerenciamento do estresse.

Conforme um estudo feito pelo Professor David Creswell, da Universidade Carnegie Mellon, a redução do estresse ocorre por aumentar a atividade do córtex pré-frontal e melhorar os níveis de consciência. As atividades na amígdala, cíngulo anterior do córtex e hipotálamos, todos responsáveis por ativar respostas ao estresse, são diminuídas. Dessa forma, o sentimento pode ser melhor gerenciado.

Todos os benefícios aqui apresentados mostram por que o mindfulness é tão procurado, praticado e elogiado atualmente. A prática diária funciona como um portal para ganharmos uma qualidade de vida inimaginável. Basta ter disciplina para fazer dela uma atividade constante no seu cotidiano.

E como seria se você aprendesse essa prática ainda hoje? É o que o Programa Mind oferece. Entre em contato conosco e descubra mais sobre esse incrível método!

In mindfulness

Músicas para ouvir no trabalho: veja 4 opções inspiradoras

A rotina corporativa muitas vezes é intensa e costuma provocar certo nível de cansaço físico e mental nos membros da equipe. Uma forma eficiente de combater os efeitos do estresse, sem prejudicar a produtividade, é ouvir música durante o trabalho.

São inúmeros os benefícios dessa prática. Trabalhar ouvindo música aumenta a concentração, diminui a fadiga e gera uma atmosfera de bem-estar. Por certo, não seria qualquer opção musical que reuniria tantas vantagens. Melodias agitadas demais, tanto quanto aquelas mais monótonas, poderão ser escolhas ruins e prejudicar a performance dos colaboradores.

Então, qual o melhor tipo de música para ouvir no trabalho? Reunimos aqui 4 ideias inspiradoras. Leia o texto e saiba mais!

1. Comece seu dia com entusiasmo

Para dar início à sua rotina com bastante animação, opte por músicas alegres que gerem empolgação para o dia. Bom humor e um sorriso contagiante são a melhor forma de criar uma atmosfera positiva no seu ambiente de trabalho.

Algumas opções são: Happy, de Pharrel Willians; Smile, de Lilly Alen; The pretender, da banda Foo Fighters, entre outras que apresentam uma batida animada, assim como mensagens positivas. É cientificamente comprovado que a música tem a capacidade de mudar o estado de ânimo dos seres humanos. Portanto, se o objetivo é gerar bem-estar, as canções depressivas ou que lembrem momentos ruins devem ser evitadas.

2. Estimule sua criatividade

Situações que exigem a solução de um problema complexo ou o bom uso da criatividade podem ser mais bem administradas na companhia de uma boa música. Entretanto, para que o som possa realmente estimular a capacidade criativa, e não ser um fator de distração, é importante que reúna algumas características.

Em primeiro lugar, é melhor evitar músicas que o ouvinte conheça muito bem, ou que lembrem situações específicas de sua vida. Portanto, a playlist preferida não é a melhor opção nessa circunstância. Música boa para ouvir no trabalho é aquela que estimula o pensamento, não incomoda, e tem relação com o tipo de função que o colaborador precisa desempenhar, mas sem tirar seu foco. Por isso, as melodias instrumentais, como jazz, artistas eruditos, new age e house music podem ser ótimas seleções.

3. Tente abrandar os locais tumultuados

Se o ambiente laboral é muito tumultuado e barulhento, pode ser que a capacidade de concentração da equipe fique bastante prejudicada, gerando até mesmo um certo mal-estar ou incômodos para quem exerce suas atividades no lugar. Nesses casos, a música pode ser uma ótima forma de se desligar do mundo e evitar o estresse e os burburinhos. 

Usar fones de ouvido é uma boa proposta. Assim, cada um pode ouvir o que desejar, sem invadir o espaço alheio. Uma boa dica é evitar músicas nacionais: prestar atenção no que diz a letra pode distrair bastante. A música No roots, de Alice Merton, poderá ser bem conveniente, assim como as canções de animes e trilhas sonoras de filmes.

4. Aposte em sons relaxantes para os intervalos   

Se o dia está sendo mais estressante que o normal, pode ser uma boa opção tirar alguns minutos de pausa para meditar e se recompor. Sons da natureza, assim como mantras e melodias específicas para a meditação conseguem fazer muito bem.

Ao se concentrar nesse tipo de som, o indivíduo pode aliviar os estados de estresse e desânimo, fazendo com que a mente relaxe e esteja pronta para o desafio seguinte. É bom fechar os olhos e se deixar levar. As meditações guiadas também são excelentes para isso.

A música para ouvir no trabalho deve ser condizente com as tarefas que o colaborador precisa executar e criar uma atmosfera favorável à execução daquelas funções. Evite sons muito agressivos se o dia está estressante ou músicas que lembrem alguma situação difícil da vida.

É importante ainda lembrar-se de respeitar o espaço alheio. Portanto, som alto não é uma iniciativa interessante. Quando quiser ter um pouco mais de volume, desde que respeitando sua saúde auditiva, dê preferência para os fones de ouvido.

Gostou deste post? Continue com a gente e saiba mais sobre cansaço mental.

In música para ouvir no trabalho